10 filmes para apaixonados por vinhos

Assim como o cinema, degustar vinhos é uma arte. Não é à toa que alguns cineastas tiveram a brilhante ideia de unir as duas coisas em uma só, produzindo filmes cuja temática central é a bebida. De documentários a filmes de ficção, os vinhos serviram de inspiração para diferentes gêneros e formatos cinematográficos. Seja qual for o escolhido, em cada um deles o espectador é convidado a se aventurar pelo universo da bebida através da tela, conhecendo um pouco mais sobre ela, a região em que é produzida, ou puramente sobre o processo de degustação. A Bula selecionou dez filmes que se enquadram nesse perfil, e são ideais para quem aprecia um bom vinho, ou gostaria de saber mais sobre a bebida. A lista é baseada em outras já existentes em sites nacionais e internacionais. Além disso, não segue critérios classificatórios.

O Julgamento de Paris (2008), Randall Miller

O Julgamento de Paris

A comédia dramática traça uma interessante retrospectiva da indústria vinícola nos Estados Unidos. Ela acompanha o início da produção de vinho em Napa Valle, durante os anos 1970, quando a vinícola californiana Chateau Montelena venceu a competição internacional de melhor vinho de 1976, em Paris. A competição foi a responsável por inserir a região na rota do vinho.

Sour Grapes (2016), Reuben Atlas e Jerry Rothwell

Sour Grapes

O documentário de Reuben Atlas e Jerry Rothwell aborda o mercado de leilões de vinhos finos e raros e um golpe que o deixou à beira do colapso. Um falsificador se aproximou de ricos e poderosos, e, por meio de contatos de peso, conseguiu vender vinhos falsificados para as melhores casas de leilão do mundo, gerando um prejuízo de milhões de dólares.

O Segredo de Santa Vitória (1969), Stanley Kramer

O Segredo de Santa Vitória

Baseado em um romance homônimo, de Robert Crichton, o filme é ambientado na cidade italiana de Santa Vitória, durante a Segunda Guerra Mundial. Depois da notícia de que o exército fascista de Mussolini foi deposto, os moradores começam uma corrida para tentar salvar o vinho, único bem da cidade, do domínio nazista alemão.

Saint Amour — Na Rota do Vinho (2016), Benoît Delépine e Gustave Kervern

 Saint Amour — Na Rota do Vinho

O filme é centrado em Jean, um homem que não tem uma boa relação com o filho, Bruno. Chateado por ver o rapaz cada vez mais distante e entregue ao alcoolismo, o pai faz uma turnê com o filho pela região vinícola da França. O responsável por guiar os dois é o taxista Mike, com a quem a dupla compartilha uma intensa jornada recheada de acontecimentos inesperados.

Um Bom Ano (2006), Ridley Scott

Um Bom Ano

Max passa boa parte da infância no vinhedo do tio na França, que o ensina tudo sobre vinhos. Contudo, quando cresce, ele se muda para Londres, onde se torna um bem-sucedido homem de negócios. Um dia, ele recebe a notícia que o tio morreu, e que é seu único herdeiro. Pensando nos lucros da venda da propriedade, ele visita o vinhedo, mas descobre que não será tão fácil se desfazer de um lugar que lhe traz tantas lembranças afetivas.

The Duel of Wine (2015), Nicolás Carreras

The Duel of Wine

Charlie Arturaola é um famoso sommelier, que recebe um convite para interpretar um degustador sem paladar em um filme. Sem saber as consequências de sua participação, ele aceita o convite, e depois vê a sua carreira ser destruída no mercado. Anos depois, ele começa a colocar em prática um plano para voltar ao mundo dos vinhos, após conhecer acidentalmente um sommelier italiano.

A Year in Champagne (2014), David Kennard

A Year in Champagne

O documentário, que está disponível na Netflix, acompanha viticultores, empresários de sucesso, fanáticos e especialistas no processo complexo da produção de vinhos exclusivos da famosa região de Champanhe, na França. A rota turística da região, ao norte de Paris, se estende por cerca de 500 quilômetros em Marne et l’Aube, com nada menos do que 80 pontos de parada.

Obsessão Vermelha (2013), David Roach e Warwick Ross

Obsessão Vermelha

O documentário apresenta o novo mercado de consumo de vinhos, especialmente de franceses, na China. Com depoimentos de produtores, críticos, jornalistas e especialistas na bebida, os diretores David Roach e Warwick Ross mostram como o vinho assumiu um status de poder e influência no país, ligado à prosperidade das economias globais.

Vino para Robar (2013), Ariel Winograd

 Vino para Robar

O filme é centrado em Natalia e Sebastian, dois ladrões que se conhecem enquanto tentam roubar um museu. Ela o engana, e por isso os dois se tornam inimigos declarados. No entanto, eles precisam trabalhar juntos mais uma vez, no roubo de um vinho Malbec raro, que está no cofre de um banco de alta segurança. Para conseguir o feito, a dupla precisa enfrentar uma série de desafios.

O Ano do Cometa (1992), Peter Yates

O Ano do Cometa

Maggie decide desafiar o mundo dos vinhos e continuar os negócios do seu pai. Ela tem a chance de mostrar a sua dedicação quando surge um trabalho em uma adega na Escócia. Para isso, ela contará com a ajuda de Oliver, por quem sente uma antipatia inicial, mas se descobre apaixonada, em seguida. Quando os dois chegam ao local, descobrem que a adega abriga muito mais do que vinhos.

Fonte: Revista Bula – Helena Oliveira