5 livros que todo hoteleiro deveria ler

Reunimos títulos para quem quer aprender do começo ou se aprofundar, tanto em hotelaria quanto em temas correlatos, como empreendedorismo.
Muita gente que procura aprender sobre hotelaria encontra em conteúdo na internet uma fonte de estudo, já que o tema é relativamente amplo.

Apesar disso, nos últimos anos, cada vez mais títulos têm surgido como opção para quem não abre mão de um bom livro. E, indo além administração hoteleira, é possível complementar o aprendizado com obras de assuntos correlatos, como tecnologia e empreendedorismo.

Neste post, reunimos livros para quem quer aprender do começo ou se aprofundar, tanto em gestão hoteleira quanto em temas relacionados. Veja quais são:

  1. Hotelaria na prática – Dicas e sugestões para hoteleiros – Cezar Nogales

A base da hotelaria é a prestação de serviços e nada melhor do que receitas que dão certo. Várias destas receitas podem ser aplicadas em vários meios de hospedagem, pois são questões simples e que saltam aos olhos. O livro apresenta dicas simples e bem-vindas para todos os hoteleiros e aprendizes de hotelaria que com certeza vão mudar o clima e a forma que seus hospedes enxergam seu hotel.

De maneira prática, algumas ideias aplicadas de sucesso em empreendimentos administrados e ou consultados por Cezar Nogales se transformaram nesta publicação e estas ideias podem ajudar vários meios de hospedagem

A obra aborda desde práticas operacionais como a dobradinha do papel higiênico e a qualidade dos amenities, passando por práticas comerciais de sucesso, qualidade no atendimento e dicas de gestão e administração e capitulo especial dedicado ao setor de governança.

2- Gestão Hoteleira – por Geraldo Castelli

Este livro coloca o cenário da empresa hoteleira em sintonia com as práticas do mercado ao abordar os aspectos operacional e gerencial da hotelaria. Com um conteúdo abrangente, tem sido elogiado tanto por profissionais atuantes na área quanto por acadêmicos, passando a ser chamado de “a bíblia da hotelaria”.
Gestão hoteleira visa a disponibilizar aos acadêmicos e gestores alternativas de estudo e compreensão das atividades hoteleiras. Trata-se de uma obra com condições de suprir a demanda da formação acadêmica e, ao mesmo tempo, servir de manancial de informações e subsídios práticos aos gestores que, na vida cotidiana dos hotéis, são, permanentemente, desafiados a ofertar bens e serviços com profissionalismo.

3- Pousadas e Hotéis: Manual Prático Para Planejamento e Projeto – por Ronald de Góes

Este Manuel traz para o leitor uma iniciativa para proporcionar conceitos, paradigmas e informações, como histórico da evolução hoteleira no Brasil e no mundo, dimensionamento das áreas do hotel, questões de ordem construtiva e administrativa e classificação dos meios de hospedagem conforme o Ministério do Turismo. Além disso, disponibiliza um amplo estoque de modelos e plantas que formam o arcabouço de um empreendimento hoteleiro aos que trabalham no setor, como empresários, agentes de viagens, arquitetos, engenheiros, administradores de hotéis, estudantes, entre outros profissionais.

4 – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – por Dale Carnegie

O guia clássico e definitivo para relacionar-se com as pessoas. Não é por acaso que, mais de setenta anos depois de sua primeira edição, depois de mais de 50 milhões de exemplares vendidos, Como fazer amigos e influenciar pessoas segue sendo um livro inovador, e uma das principais referências do mundo sobre relacionamentos, seja no âmbito profissional ou pessoal. Os conselhos, métodos e as ideias de Dale Carnegie já beneficiaram milhões de pessoas, e permanecem completamente atuais. Carnegie fornece, nesse livro, técnicas e métodos, de maneira extremamente direta, para que qualquer pessoa alcance seus objetivos pessoais e profissionais.

5 – De Zero a Um – O que aprender sobre empreendedorismo com o Vale do Silício – por Peter Thiel

Este livro aborda a criação das principais empresas de tecnologia nos últimos 20 anos, tais como PayPal, Google e Facebook, mas não como foi feito e sim como um conceito vem dominando a forma de criar negócios. Para o autor, o próximo Mark Zuckerberg não criará uma rede social, pois é mais fácil copiar um modelo que criar algo novo, mas as chances de sucesso são maiores quando é algo totalmente novo.

O progresso vem do monopólio, não da competição. Se você faz o que nunca foi feito e consegue fazer melhor do que qualquer um, tem um monopólio — e qualquer negócio só é bem-sucedido na medida em que é um monopólio. Mas quanto mais você compete, mais se torna parecido com todo o resto. A competição destrói os lucros dos indivíduos, das empresas e da sociedade como um todo.

Fonte: Silbeck