15 insights de alimentos e bebidas para o inverno

O outono já chegou e o inverno vem logo aí e, com o friozinho, os consumidores acabam direcionando suas preferências de consumo para alimentos e bebidas que proporcionam sensação de aconchego e ajudam a aquecê-los. O fato é que as estações influenciam (e muito!) a lista de compras. As temperaturas mais baixas, por exemplo, abrem maior espaço no carrinho de compras para categorias como bebidas quentes, entre eles o café e os chás, biscoitos e cereais. Mas como diferenciar o seu produto entre tantas opções que vão disputar espaço nas prateleiras neste inverno?

Recentes lançamentos das indústrias de alimentos e bebidas pelo mundo indicam um caminho ao reforçarem as tendências de consumo para 2018. Novas texturas, indulgência, saudabilidade e bem-estar, conveniência, praticidade e transparência mantêm-se como apelos fortíssimos nos produtos que estão chegando aos consumidores em diferentes países. Os 90 mil produtos apresentados na Winter Fancy Food 2018, realizada em janeiro nos EUA, confirmaram as principais tendências visualizadas para 2018, além de sinalizar o início de novos movimentos.

A tendência “O Poder das Plantas” segue em alta, com alimentos à base de plantas de diferentes categorias, até mesmo de algas. As manteigas, por exemplo, agora são elaboradas com ingredientes vegetais como nozes, coco, pistache, sementes de abóbora e de girassol, e aquafaba (líquido de cozimento de leguminosas, como o grão-de-bico). As funcionalidades em alimentos também estiveram presentes no evento confirmando que esta tendência veio para ficar. O colágeno teve sua aplicação estendida a bebidas, enquanto o arroz negro foi posicionado como uma potencial fonte antioxidante por causa de seu pigmento. Outro destaque foi a Moringa, planta nativa da Índia com diferentes funcionalidades.

Os investimentos da indústria estão na diversificação de linhas de produtos já existentes, com versões reduzidas de açúcar ou então potencializadas com proteínas ou cafeína. O apelo gourmet e a intensidade de sabores foram os principais pontos das novidades de cafés em cápsula. Sem limites para a inovação, há apostas em combinações até curiosas, como o chá com cream cheese, que ressalta a indulgência com sabor e texturas diferenciadas.

Os produtos com claims como natural, orgânico, sem glúten, sem proteína ou no-GMO (Organismos Geneticamente Modificados) também ganham espaço entre os lançamentos, e atendem a públicos com restrições de dieta, como os intolerantes ao glúten, veganos e até mesmo os simpatizantes destas opções de produtos. E as novidades não param por aí. Elas também são percebidas em embalagens e rótulos cada vez mais simplificados e em produtos on the go (porções pequenas para consumo em movimento). Confira abaixo, alguns dos lançamentos apresentados na Winter Fancy Food 2018 e outros produtos separados pela agência Mintel que podem servir de inspiração para você enriquecer o seu portfólio  neste inverno:

1. Cream cheese no chá
O que antes seria inimaginável para os consumidores tradicionais de chás está virando uma nova categoria na Ásia e em alguns cafés dos EUA: o cream cheese agora é servido como uma cobertura chicoteada no chá ou como a espuma de leite cremosa em um cappuccino. Segundo a Mintel, o inovador “chá de queijo” ou “chá macchiato” é um exemplo de como um ingrediente inesperado pode ser usado em novas categorias para criar texturas únicas, espessas, espumosas e criar novos sabores em muitas bebidas diferentes. Também pode ser adicionado a cafés, leites e chocolates quentes.
2. Espuma em coquetéis
Além das cervejas e dos cappuccinos, a espuma também pode ser uma excelente opção de textura para coquetéis e outras bebidas embaladas, como cafés e chás gelados, segundo a Mintel. Inovações em embalagens e ingredientes estabilizadores de nitro-espuma tendem a inspirar a criação de sabores e texturas para coquetéis, desde que o teor do álcool não seja muito alto, por interferir na performance da espuma. A agência global especializada em pesquisa de mercado indica esta opção como uma interessante possibilidade para incrementar a oferta de bebidas com baixo teor de álcool, que têm cada vez mais adesão entre os consumidores mais jovens. A Stumptown Cold Brew Nitro Café dos EUA oferece uma infusão com nitrogênio em cafés frios, produzindo uma espuma descrita como cremosa e extra suave.
3. Caldo de vegetais em sachês
Opção na categoria de bebidas quentes, o caldo de vegetais Millie’s Delight Pho investe no apelo saudável com a mistura de cebolas, manjericão, pimentas picantes, especiarias e chá verde, vendido em embalagens similares às dos chás. É indicado pelo fabricante como opção de lanche natural entre as principais refeições.
4. Refeição quente de aveia
Lançada na Alemanha, a Pumpkin & Tomato Porridge é opção de refeição quente com farelo de aveia, tomate, flocos de abóbora e pedaços vegetais inteiros e temperados com ervas e especiarias. Ideal para café da manhã, almoço leve ou jantar. Apelos: natural, sem ovos, sem lactose, vegano, vegetariano e livre de fermento.
5. Chá orgânico com ervas tropicais
O blend reúne o potencial energizante das ervas de países tropicais, guayusa e erva-mate, e do chá preto, intensificado pelo gengibre picante e a canela doce. Na mesma linha, a Stash Tea e Miracle Tree trazem também blends naturais em combinações como chá verde com melão maduro, moringa com menta ou chá verde com pêra asiática. Fabricante explora claims como plantas e frutas naturais de diferentes países, produto orgânico, indulgência e potencial energético.
6. Coca-Cola com café e menos açúcar
No Japão, a Coca-Cola lançou para o inverno a Coca-Cola Coffee Plus, que traz metade das calorias de uma Coca normal e 50% mais cafeína – o que se traduz no sabor marcante de café.
7. Sabores de frutas e especiarias
Os sabores de frutas, principalmente cítricos e de algumas especiarias, como gengibre e canela, seguem como apostas das indústrias de refrigerantes e de cervejas premium em combinações com sabores tradicionais para “compensar” a necessidade de redução de açúcar na formulação, investindo nos apelos de saudabilidade, sabores exóticos e busca de novas sensações. A Pepsi testou algumas destas variações em 2017 nos EUA, com o lançamento da Pepsi Fire, com sabor de canela, e a edição limitada da Pepsi Salted Caramel. Após ter sido lançado no México e Holanda, a Coca-cola Brasil lançou no início de 2018 o Sprite Ice Mint, bebida com menta adicionada em sua receita e zero açúcar.
8. Bebidas enriquecidas com colágeno e cafeína
HealthVerve BBGLO apresentou bebida de colágeno com o apelo de funcionalidade do rejuvenescimento da pele.
8.1. Bebidas enriquecidas com colágeno e cafeína
Water Joe lançou a versão de água com 85 miligramas de cafeína, sem açúcar e zero calorias.
9. Manteigas baseadas em plantas
O FabaButter, da Fora, tem gosto de manteiga de lácteos, mas é baseado em plantas, atendendo o público vegano.
10. Chocolate incrementado com algas
A K’ul Chocolate Superfood Bar lançou a versão 70% chocolate amargo com 8g de proteínas à base de algas.
11. Alternativas de adoçantes
Na busca de alternativas ao açúcar branco, estão surgindo versões de produtos adoçados com mel e açúcar de coco orgânico. Exemplo: Elements Truffles lançou versão de chocolate orgânico, sem lácteos, adoçada com mel.
12. Sabores orientais
Os sabores culturais também se mantêm em alta, com destaque para os do Oriente Médio, como o açafrão e a harissa (mistura de temperos típicos). Um exemplo vem da indústria da Espanha, que lançou o Snackgold cHarissa, um chips de batata gourmet com toque de harissa.
13. Embalagens reformuladas para destacar opções
Tradicional fábrica norte-americana de biscoitos Dewey’s Bakery Cookie Thins reformulou embalagem para destacar a variedade de novos e curiosos sabores para cookies, como caramelo salgado, brownie crocante, limão Meyer, gengibre triplo, manteiga de castanha com sal do mar, especiarias de coco e abóbora torradas. A versão sem glúten é destacada com selo na embalagem.
14. Lanche on-the-go com apelo natural
O clássico waffle, em versão on-the-go, ideal para um rápido café da manhã ou lanche, enriquecido com frutas, vegetais e proteínas. A Start Right explora na embalagem ainda, informações como calorias e sem glúten. Lançamento em janeiro de 2018, nos EUA.
15. Equilíbrio entre nutrição e indulgência
O Kinder Cards traz dois biscoitos com tons e sabores diferentes, unidos por um recheio cremoso especialmente elaborado para não derreter. Esta característica é enfatizada por causa da dificuldade que as marcas de chocolate têm com o chocolate derretido. Ideal para on-the-go.

As tendências globais de consumo são fontes de inspiração para as indústrias de alimentos e bebidas inovarem sempre mais, atentas inclusive às preferências dos consumidores nas diferentes estações.  A sua empresa está antenada às exigências do consumidor e às oportunidades de mercado? 

Fonte: Blog Duas Rodas